1 Emílio Lula

,

Crônica de um truque anunciado

Quantas vezes se avisou aqui em Dagobah que a mega-delação da Odebrecht era uma mega-operação de despistamento?

A única delação válida de Emílio seria entregar o mapa das contas secretas no Brasil e no exterior, em nome de laranjas e de offshores (abertas inclusive pelo seu filho), para esconder dinheiro do crime e entregar Lula como o “Amigo” das planilhas do Departamento de Operações Estruturadas.

Ou alguém é tão tolo de achar que a única conta secreta em nome de laranja era a de Barusco? Ou alguém é tão parvo para não ver que Lula era o “Amigo” do peito de Emílio?

Pois bem. Emílio depôs hoje (13 de março de 2017). Ele fez isso, ou seja, revelou o que dele se esperava? Segundo O Antagonista, não: o depoimento foi frustrante. É claro que seria.

Poder-se-ia argumentar que os advogados de Palocci não lhe fariam perguntas desse tipo. Mas, mesmo assim, o que ele disse? Segundo a Folha de São Paulo ele “disse que jamais tratou de pagamentos ilícitos com Palocci”. Então?

A questão é que parece não haver, nos depoimentos orquestrados da Odebrecht, nada do que interessa (nem o mapa das contas secretas, nem a delação do “Amigo”). Ademais, Emílio tentou nos enganar dizendo que tudo não passava de caixa 2, que sempre existiu e que a Odebrecht contribuiu igualmente para todos os partidos.

Que uma pessoa desinformada caia no truque da delação da Odebrecht se entende. Mas que analistas políticos experimentados caiam na lorota, aí já é demais. E que os procuradores da força-tarefa da Lava Jato – e o próprio juiz Moro – não sejam capazes de ver isso, aí não tem explicação.

Qual foi o truque? Uma orquestração, comandada por Emílio em conjunto com Lula, para dizer que tudo não passou de caixa 2, que todo mundo faz e que a Odebrecht sempre contribuiu para todos os partidos da mesma forma. É o mesmíssimo golpe Bastos-Malheiros, que Lula tentou nos aplicar em 2005, na célebre entrevista em Paris, ao dizer que o PT errou porque caiu na tentação de fazer o que os outros partidos sempre fizeram.

O depoimento pífio de Emílio (que deveria estar preso e não orquestrando artifícios para escapar da justiça e salvar sua organização criminosa) segue o script do truque. Truque para confundir o crime político cometido pelo PT (contra a democracia) com os crimes comuns praticados pelos políticos de todos os partidos.

Eis a lição que podemos tirar. Não acreditar tanto nos analistas que acham que o PT e Lula já morreram porque serão pegos pela justiça. A política que fica esperando que a justiça resolva o seu problema não é política.

Dia 26 sairemos às ruas. Hora de cobrar não babaquices como Fora Temer e Fora Todos os Políticos e sim a prisão de Lula, o fim do registro partidário do PT e a extinção total de quadrilhas disfarçadas de empresas como a Odebrecht, a OAS e várias outras.

 

 

 

3 Comments

Leave a Reply
  1. We’re a bunch of volunteers and opening a new scheme
    in our community. Your site provided us with valuable information to work on. You have performed
    an impressive job and our whole neighborhood will be grateful to you.

  2. Hey I know this is off topic but I was wondering if you knew of any widgets I could add to my blog that
    automatically tweet my newest twitter updates. I’ve been looking for a plug-in like this for quite some
    time and was hoping maybe you would have some experience with something like this.

    Please let me know if you run into anything. I truly enjoy reading your blog and I look forward to your new updates.

  3. Six ans à enrichir nos passages d'un oeil ouvert sur le monde, d'un regard coetsammnnt renouvelé sur ce qui peut être nouveau et beau, merci!PAr exemple ce pain, là, me donne envie d'en refaire, ça fait un peu trop longtemps que je n'en ai pas fait :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

Deixe seu comentário