in

Os foratemeristas de segunda mão não sabem o que estão fazendo

É claro que se Temer cometeu crime de responsabilidade, deve sofrer processo de impeachment. E se cometeu crime comum, deve ser processado pelo STF. É o que diz a Constituição.

Mas esses caminhos constitucionais são demorados. Foi assim com Dilma, que teve todo o prazo do mundo para se defender no processo de impeachment. O processo todo demorou bastante.

Mas Janot e Fachin, os jacobinos de O Antagonista, as organizações Globo e, infelizmente, movimentos como o Vem Prá Rua, não querem esperar. Querem tirar Temer já. Só têm um problema: até agora, o povo nem tchum. Apesar da gritaria, as ruas estão vazias.

Por outro lado, de que adiantará tirar Temer (que, pelo visto, só pode ser alguém mais perigoso do que Dilma, dado o açodamento, a orquestração de mídia e a armação para depô-lo), se o atual Congresso permanecer com a atual composição (e é este Congresso que escolherá o novo presidente)?

Ou será que eles querem também rasgar a Constituição para convocar eleições diretas, permitindo a candidatura de Lula, livrando-o da cadeia e, quem sabe, devolvendo o governo do Brasil ao PT?

Do contrário, trocar seis por meia dúzia adiantará o quê, além de causar mais confusão e instabilidade? Estaremos melhor representados por Rodrigo Maia? Ou, quem sabe, pela chapa Rodrigo Maia e pelo comunista do Brasil Aldo Rebelo? E para governar durante quanto tempo, se daqui a menos de 12 meses já começa a campanha eleitoral de 2018?

Esses patriotas, sem se dar conta da besteira que estão fazendo, clonaram o Fora Temer original do PT. Mas o PT sabia o que estava fazendo, eles não. Os chefes do PT usaram o Fora Temer como uma espécie de Fora Cunha, também inventado por eles. Tratava-se de tirar a atenção do verdadeiro chefe, Lula, desviando-a para um corrupto comum. Tratava-se de confundir a corrupção com motivos estratégicos de poder do PT, com a corrupção tradicional da política brasileira, desde Cabral (o navegador).

Então, como se explica essa sanha persecutória, essa verdadeira cruzada para depor Temer, abreviando os caminhos legais? Deve ser por que eles – os foratemeristas de segunda mão –  não suportam corruptos, têm alergia a presidentes que não sejam varões de Plutarco e são capazes de morrer de uma hora para outra de edema de glote se Temer continuar no governo por mais um dia. Mas aí fica a pergunta: como eles foram capazes de suportar, alguns sem dar um pio, durante mais de uma década, o maior governo corrupto da nossa história (e que além de tudo queria fazer “a revolução pela corrupção”, como lacrou o saudoso Ferreira Gullar)?

Qualquer pessoa inteligente vê que nessa história há algo que não bate, que não faz sentido. E que não tem explicação.


Democracy Unschool é um ambiente de livre investigação-aprendizagem sobre democracia, composto por vários itinerários. O primeiro itinerário é um programa de introdução à democracia chamado SEM DOUTRINA. Para saber mais clique aqui

Deixe uma resposta

Loading…

Deixe seu comentário

A visão de democracia da força-tarefa da Lava Jato (3)

O gigante enfim acordou