lula-e-dilma-saudando-a-ditadura-cubana

,

Por que a corrupção do PT é diferente

Enquanto o Brasil se comovia com a tragédia de Chapecó, os ratos tentavam dar um golpe noturno contra a Lava Jato no Congresso e as multidões voltavam às ruas em defesa de Moro e contra a dupla Renan-Maia, vejam o que Lula e Dilma estavam fazendo: saudando a ditadura cubana durante o enterro de Fidel.

A imagem de Lula, agitando a bandeirinha de Cuba, não tem preço. E revela porque a corrupção do PT é diferente da corrupção de um Cabral e dos velhos políticos que querem se locupletar. Sim, há uma corrupção de Estado, praticada para manter no poder um mesmo líder ou um mesmo grupo indefinidamente. Era essa, em boa parte, a corrupção que o PT praticou na última década no Brasil.

Lula usou a corrupção para financiar ditaduras (como Angola e Cuba), movimentos antidemocráticos (como as FARC e outras organizações do Foro de São Paulo) e candidaturas contra a democracia (como as de Chávez, Maduro e Funes). Um Eduardo Cunha jamais pensou em fazer isso, certo?

Por que as pessoas, em geral, não entendem isso? Em parte em razão do analfabetismo democrático reinante. Em parte em razão do moralismo, dessa pulsão maligna de querer limpar o mundo dos maus.

Vale a pena reler este Pequeno tratado sobre a corrupção política.

Este é um texto cheio de links. Clique nos links para entender tudo.


Democracy Unschool é um ambiente de livre investigação-aprendizagem sobre democracia, composto por vários itinerários. O primeiro itinerário é um programa de introdução à democracia chamado SEM DOUTRINA. Para saber mais clique aqui

Deixe uma resposta

Loading…

Deixe seu comentário