Fora PT

,

Por que o PT não é um player válido da democracia

Seis tweets – emitidos na noite de 28 e na manhã de 29 de junho de 2016 – são suficientes para expor a situação em que vivemos:

MP denuncia que a empresa Apolo pagou 7 milhões em propina a Dirceu e Duque para conseguir contrato de 450 milhões na Petrobrás. Mais uma.

Quer dizer que o dono da Hypermarcas repassou um milhão e meio de reais a José Dirceu? Mais outra. Vão somando.

Quer dizer que Vaccari pediu 30 milhões para quitar dívida de Haddad? Foi o que confessou executivo da Andrade Gutierrez à justiça.

Quer dizer que foi João Santana que lavou a propina para a campanha de Fernando Haddad pedida por Vaccari às empreiteiras do petrolão?

Quer dizer que Dilma recebeu 2 milhões nas eleições de 2014 da Cristália, investigada na Boca Livre por desvios de 180 milhões da Rouanet?

Quer dizer que as despesas da Gleisi também eram pagas com dinheiro roubado dos velhinhos da Consist?

O que dizer depois disso? É claro que poderíamos acrescentar centenas – talvez milhares – de outros tweets emitidos com o mesmo sentido somente nos últimos seis meses, sobre agentes políticos de vários partidos. Mas o PT instalou um novo tipo de roubalheira, como já foi comentado no texto Pequeno tratado sobre a corrupção política.

O PT não inventou a corrupção, nem roubou sozinho. Sua maior façanha foi ter escondido sua corrupção com propósitos estratégicos dentro da corrupção tradicional dos atores políticos.

Quando algum político pratica corrupção em um Estado de direito, deve ser punido pelas leis. Isso vale para todos os agentes, independentemente de seus propósitos e da sua filiação partidária. As penas são individualizadas e, quando sujeitos se associam para delinquir, são estendidas aos membros da quadrilha ou organização criminosa, atingindo cada um na medida das suas responsabilidades pelos delitos.

Todavia, quando não se trata mais de um indivíduo ou de um grupo pertencente a uma organização que, por algum motivo, resolveu delinquir (ou mesmo tenha se conformado com o propósito explícito de delinquir) e sim que a própria organização tenha adotado a corrupção como procedimento necessário à consecução do seu projeto como organização, como isso deve ser tratado pelo Estado democrático de direito?

É difícil, neste caso, para o Estado de direito, estabelecer uma distinção, sobretudo no que tange à percepção da natureza do delito, da sua investigação, do encaminhamento do devido processo legal e da punição dos responsáveis. Quando a corrupção é praticada sistemicamente, como método de governo, e quando ela é inerente à consecução do projeto político de uma organização cujo objetivo é abolir a democracia ou enfrear o processo de democratização, caberia então ao Estado democrático – e à sociedade – tomar medidas de autodefesa.

A distinção parece – e é mesmo – muito sutil. Podemos ter Estados de direito que não são Estados democráticos. Se todo Estado de direito pudesse ser considerado um Estado democrático, não haveria necessidade da fórmula Estado democrático de direito. Pode-se estabelecer tiranias onde todos estejam submetidos ao império da lei… do tirano! Ditaduras têm Constituições. Os procedimentos adotados pelo Estado alemão hitlerista eram sempre cuidadosamente validados por instâncias jurídicas (havia até uma obsessão em judicializar tudo no nazismo).

Vejamos o caso do PT. A corrupção sistêmica praticada pelo PT (a organização como um todo) com propósitos estratégicos (conquistar governos eleitoralmente e praticar o banditismo de Estado para financiar um esquema ilegal de tomada do tomar por dentro da institucionalidade vigente de sorte a vencer eleições sucessivamente para nunca mais sair dos governos) é diferente da corrupção com propósitos individuais ou grupais (para financiar campanhas, obter vantagens indevidas, se locupletar ou enriquecer) praticada por membros do PT (que é comum à corrupção praticada por membros de vários partidos, a rigor de todos os partidos). Que PMDB, PP e muitos outros (inclusive PSDB) sejam partidos onde a corrupção é endêmica e, até certo ponto, encarada como normal (ou aceita como parte do jogo) pelas suas direções (sejam estas apenas lenientes ou coniventes com a violação da legalidade), é uma coisa. Outra coisa é quando as próprias direções partidárias transformam suas organizações em sujeitos de uma estratégia de conquista do poder contra a democracia, como é o caso do PT.

Não se tem notícia de que algum corrupto do PMDB pratique corrupção para se aliar e apoiar (e até financiar) ditaduras como Cuba, Angola ou Venezuela ou estabelecer um política externa ideológica que privilegie relações com protoditaduras bolivarianas como Nicarágua, Bolívia, Equador ou El Salvador. Não há evidências de que o PP pratique corrupção para controlar os meios de comunicação e a internet. Nunca se ouviu dizer que o PTB ou o PROS se organizaram para cercar a institucionalidade vigente com instâncias participativas controladas por movimentos sociais que atuam como correias de transmissão do partido. Nenhum desses partidos corruptos (no sentido de infestados por políticos corruptos) tem como objetivo, ao praticar a corrupção, conquistar hegemonia sobre a sociedade a partir do Estado controlado pelo partido.

É difícil perceber tudo isso, mas não impossível. Ao praticar sua corrupção o PT está, em parte, fazendo o que todos fazem (como declarou Lula em Paris no final de 2005, orientado pelo Consigliere Thomaz Bastos): financiar campanhas para eleger e reeleger seus membros e aliados, aumentar o patrimônio de seus membros, enriquecê-los ou ensejar ou facilitar que eles se deem bem na vida. Mas, em outra parte, não! Em outra parte o PT está fazendo o que ninguém faz (a não ser os partidos estatistas e antidemocráticos subordinados ao PT, como o PSOL, o PCdoB e outros menores, que nem são particularmente reconhecidos por serem corruptos). Nenhum dos demais partidos do nosso sistema representativo praticam corrupção para fazer o que está descrito no parágrafo anterior. Verifiquem. Não tem erro!

O caso do PT (e, em alguma medida, de seus subordinados) é absolutamente inédito na nossa história política. Não no que seus membros corruptos repetem do que os membros de outros partidos corruptos fazem. Um Zé Dirceu fez o que um Cunha faz. Como indivíduos corruptos e corruptores, não há novidade aqui. Onde está a diferença? A diferença está no que os dirigentes petistas fizeram para implementar uma estratégia de poder. A diferença – e o maior perigo para a democracia – está, paradoxalmente, no que um Zé Dirceu (e um Delúbio, um Paulo Teixeira ou um Vaccari) faz quando não pratica a corrupção movido por interesses egotistas, individuais (para se eleger, reeleger, se locupletar ou se dar bem na vida). Este, aliás, foi o conflito entre Celso Daniel e a turma de Dirceu e outros bandidos na prefeitura de Santo André: diz-se que Celso foi morto por querer praticar apenas a corrupção sistêmica, para financiar o partido, enquanto que os demais, que o capturaram, torturaram e mataram, queriam também praticar a corrupção tradicional da política (com o que ele, Celso, não concordava). A diferença está no que eles fazem para cumprir os propósitos do partido que adotou a via da “revolução pela corrupção”.

As evidências são muitas. O PT tem hoje quase a totalidade dos seus presidentes (Lula, Gushiken, Genoino, Dirceu) e tesoureiros (Delúbio, Teixeira, Vaccari) condenados, presos ou investigados. Tem o seu principal líder (Lula), investigado e às vésperas de ser condenado em primeira instância e encarcerado. Tem seus principais dirigentes que ocuparam posições nos governos anteriores (ou mesmo que nunca ocuparam cargos em governos do partido) denunciados, investigados ou suspeitos (a lista é imensa, com centenas de pessoas: vai de Silvinho, passando por Paulo Bernardo, Palocci, Berzoini, Edinho, Mercadante, Wagner, Okamotto… até Dilma).

Como alguém é capaz de não perceber o peso e o significado de tais evidências? São evidências de que não havia apenas pessoas que se associaram para delinquir dentro do PT montando organizações criminosas (tal como caracteriza a lei), mas de que o PT se transformou, ele próprio, em uma organização criminosa (coisa que a lei não capta adequadamente). Não é que o PT violou apenas o Estado de direito. É que ele violou o Estado democrático na medida em que seu propósito ao cometer os milhares de crimes que cometeu e continua cometendo é, em parte, alterar a natureza democrática do Estado, aparelhando-o de cima a baixo, degenerando as instituições, abolindo na prática a independência dos poderes, desativando os mecanismos de checks and balances para deprimir o sistema imunológico da democracia representativa e pervertendo a política como uma guerra para tomar posições de poder com o objetivo precípuo de controlar a sociedade. Convenhamos, isso não é nada parecido com o que fazem os tradicionais partidos corruptos, como o PMDB e o PP.

Todos os corruptos devem ser punidos de acordo com a lei. Não importa a que partido eles pertençam. Mas no caso do PT parece óbvio que não basta apenas punir os seus corruptos. A própria organização partidária deve ser desbaratada, de acordo com a lei, por ser uma organização criminosa e, mais, por ser uma organização antidemocrática. Como a lei não prevê outros mecanismos, mais eficazes, de defesa do Estado democrático, o caminho será mesmo o de punir individualmente os membros do PT que praticaram corrupção (lato sensu, para englobar toda a gama de crimes cometidos por petistas, quer em benefício próprio, quer para cumprir os desideratos estratégicos do partido). Com uma exceção, porém: a lei prevê a extinção do registro partidário. Mas a lei que prevê isso é inepta para enfrentar a ameaça de partidos como o PT à democracia.

A chamada Lei dos Partidos Políticos (Lei 9.096 de 19 de setembro de 1995) aboliu as exigências do artigo 141 da Constituição de 1946, que dispunha que “é vedada a organização, o registro ou o funcionamento de qualquer partido político cujo programa ou ação contrarie o regime democrático…”.

Restou na Lei 9.096 (de acordo com a atual Constituição Federal), como hipóteses de cancelamento de registro de partidos políticos, apenas o seguinte:

Art. 27. Fica cancelado, junto ao Ofício Civil e ao Tribunal Superior Eleitoral, o registro do partido que, na forma de seu estatuto, se dissolva, se incorpore ou venha a se fundir a outro.

Art. 28. O Tribunal Superior Eleitoral, após trânsito em julgado de decisão, determina o cancelamento do registro civil e do estatuto do partido contra o qual fique provado:
I – ter recebido ou estar recebendo recursos financeiros de procedência estrangeira;
II – estar subordinado a entidade ou governo estrangeiros;
III – não ter prestado, nos termos desta Lei, as devidas contas à Justiça Eleitoral;
IV – que mantém organização paramilitar.

Observe-se – como escreveu Vinicius de Oliveira (analista do judiciário do TRE-MG) –

que nem o legislador constitucional, nem o ordinário cuidou da hipótese de proscrever os partidos que preguem em seus estatutos, ações ou programas que neguem a própria democracia, o pluripartidarismo, ou que propugnem a ditadura. Em suma, um partido com ideais anti-democráticos é legítimo e pode ser registrado, o que não ocorria sob a ordem constitucional de 1946… Também não é hipótese de cassação do registro de partido político o financiamento partidário irregular através de “caixa dois”, recebimento de recursos de origem vedada, etc.

Assim, nosso arcabouço legal para tratar de ameaças ao regime democrático como a representada pelo PT é claramente insuficiente. Ainda porque o PT não precisa declarar nada do que faz para autocratizar a democracia brasileira. Pode simplesmente fazer tudo que pretende fazer declarando, inclusive, o oposto: dizendo que está lutando por uma verdadeira democracia et coetera.

Nestas circunstâncias cabe à sociedade pressionar as instituições para que apliquem as leis existentes, desmontando a máquina partidária de grão em grão, pela via da punição dos seus membros que delinquiram. O problema é os que não delinquiram, no sentido de terem cometido crimes identificáveis pelas leis, mas cuja atuação permite que a organização continue funcionando como um player válido da democracia, quando ela não o é mais.

É claro que há sempre a “punição” da sociedade via eleições. Se as pessoas não votam nos candidatos do partido (mesmo naqueles tido por honestos, o que é difícil – de vez que o voto é sempre em pessoas), a organização tende a definhar. Mas este caminho é longo: o PT pode virar uma espécie de PCdoB e sobreviver por muito, muito tempo ainda. Ou seus membros podem migrar para outras legendas menos “queimadas” (como a tal Rede da oportunista Marina).

De qualquer modo, as ruas acertaram quando – em 15 de março, em 12 de abril e em 16 de agosto de 2015 e em 13 de março de 2016 – levantaram a bandeira – ao lado do Fora Dilma (impeachment) e do Fora Lula (ou Lula na cadeia), o Fora PT (exigindo a extinção do partido que se transformou em uma ameaça à democracia). Sim, depois de tudo que estamos vendo, é forçoso concluir que o PT não é mais um player válido da democracia.

 

 

 

74 Comments

Leave a Reply
  1. Hello! This is my first comment here so I just wanted to give a quick shout out and say
    I really enjoy reading your blog posts. Can you suggest any other blogs/websites/forums that go over the same topics?

    Appreciate it!

    • Toto je v českej judikatúre vyrieÅ¡ené už od r. 1998 (R 39/1999): dôkazné prostriedky zadovážené nezákonným spôsobom sú v konaní bez výnimky neÃrs­puptné.Chápu že jde o princip. Jenomže tohle už je nÄ›co jako “Zabij bobra, zachráníš strom”. Není takto striktní pojetí v rozporu s principem proporcionality? Obzvlášť pokud to platí i pro důkazy svÄ›dčící ve prospÄ›ch obžalovaného, tak je to hodnÄ› silné kafe, protože se nám v rámci boje o formální čistotu nÄ›kam ztratila spravedlnost.Laik Petr

  2. Joe,You generally wouldn’t re-glass a board just to change the graphics. It would add a lot of weight.For a board that is already finished, you would either posca pen or spray paint a new design over the existing one. Then seal it with a clear acrylic.For a new board, we either airbrush or laminate a design onto the foam and then it is either sand or glossed over with resin and cloth over the design. Protects the artwork and makes the colors pop.

  3. Bonsoir, rien à voir, mais aurais-tu un bon produit pour combattre les points noir ? Car à presque 21 ans, et avec une bonne hygiène de vie, j’en ai malheureusement encore beaucoup encore sur le nez principalement, et c’est vraiment pénible.Merci quand même.

  4. A pomyÅ›lcie – ten facet mógÅ‚ zostać prezydentem… Pewnie przysiÄ™gÄ™ zÅ‚ożyÅ‚by na twitterze, a potem stwierdziÅ‚, że od teraz twitter – no i żeby byÅ‚o patriotycznie – blip, stanÄ… siÄ™ jego paÅ‚acem i belwederem w jednym a on sam zamieszka w swoim paÅ‚acyku na wsi, by stamtÄ…d przez nowoczesne technologie sprawować swój urzÄ…d.

  5. I read your drivel only up until this sentence “We tried so many times to debate you”. Please highlight the word “WE”. To justify your own stupidity and inability to express your opinion eloquently against another person’s opinion, take masses behind you – truly a teenager behavior )) Learn some psychology and you’ll get my point.Reply

  6. Finance will be a sort of debt. Just like all of personal debttools, a loan will involve this redistribution connected with financial belongings after a while, between the financial institution and also consumer.In the personal loan, a consumer originally will getor maybe borrows some capital, labeled the key, within the bank, and is responsible to spend again or simplyreimburse an equal amount of cash towards financial institution at a latertime. Usually, the income is definitely repaid throughoutstandard car loan payments, or somewhat repayment schedules; in the annuity,every single sequel is the same level.  

  7. Howdy just wanted to give you a quick heads up and let you knowa few of the images aren’t loading correctly. I’m not sure whybut I think its a linking issue. I’ve tried it in two different browsers and both show the same results.

  8. The black birds came early. They perched among the still leafy green trees, mostly hidden but for the raucous jeers of their cawing. I felt a chill as out of place on a sweltering day as the birds but my horse seemed unfazed , It was sturdy beast for a rental just not very sensitive or imaginative and I envy that insensitivity.. My Grandmother told me omens came in three So flocks of out of season birds coupled with last night’s red moon may mean something or nothing and fevered speculation about what was to come was a futile as it was inevitable .

  9. Hello Kinzie! Congratulations on your first solo show! I’ve added this event to our calendar, so thank you for letting us know. I’ve updated your profile with your current artist statement and website info. If you would like me to add further information, please contact me at . Thank you! Marika

  10. Undeniably consider that which you stated. Your favorite reason appeared to be on the web the easiest thing to be aware of. I say to you, I certainly get irked while other folks think about worries that they plainly do not understand about. You managed to hit the nail upon the highest and also defined out the whole thing with no need side-effects , other folks can take a signal. Will probably be again to get more. Thanks

  11. Bruce,To be fair, it is the IPCC (the International Panel on Climate Change). By contrast, catastrophic global warming is a sound byte of Al Gore & the media. J.S.O., His observations regarding the way that complex scientific information has been oversimplified by the Summary for Public Policy Makers and the media are most interesting.

  12. By studying exoplanets we Officially gain insight into terrestrial weather, may find cures for human diseases, and will discover places worth visiting with astronauts if NASA ever invents a heavy lifter (Saturn boosters were made by Nazis).

  13. Thanks, Lynne – it’s been nice to focus on something so sweet and innocent. Reminds me that there is joy in this world and our children need us to stay positive. I appreciate your comments – they always mean so much to me!

  14. suis toute décue, très emballée par cette recette j’avais l’eau à la bouche mais je n’ai pas eu d’aussi jolis gateaux, tout s’est etalé… la cuisson n’etait pas evidente soit trop cuit ou pas assez. la solution serait peut etre de les mettre dans un moulemerci tout de meme pour toutes ces jolies photos

  15. Joel, on the SWR forms, I also hope people take note of their contempt for public records law which is even reinforced on the bottom of the form where they threaten to destroy public documents if the public does not fill them out property.

  16. I never got to meet Kari so the impact isn’t as much….but it is hard for me to wrap my head around Niki and Jeni in their 30′s! They can’t be that old….they are still itty bitty girls in my mind.

  17. How’d you all like those power snatches? How about those cleans? Every feel like honing in on some technique — and possibly getting stronger? Don’t hesitate to check out C’ville Strength (aka “barbell club”) sometime!!! We don’t bite, but we do dance. M/W 7-8:30, Sa/Su at noon. Come once or all 4 times, we’re happy to have you!We’ll help you (try to) get as good as this guy

  18. Definitely imagine that that you stated. Your favourite justification appeared to be at the internet the simplest factor to take note of. I say to you, I definitely get annoyed at the same time as other folks consider worries that they plainly do not realize about. You managed to hit the nail upon the top as neatly as outlined out the whole thing with no need side-effects , other people can take a signal. Will probably be again to get more. Thanks

  19. Autor innego bloga siÄ™ spotyka z czytelniczkami i chyba nie pÅ‚acÄ… mu za to. Pewnie chodziÅ‚o mu ze umawia siÄ™ z czytelniczkÄ… która napisze do niego maila z propozycjÄ… spotkania. A jeÅ›li by spotkaÅ‚ kogoÅ› bez poÅ›rednictwa internetu, w normalnych codziennych sytuacjach to pewnie dopiero po jakimÅ› czasie by wyszÅ‚o że jest czytelniczka. On nie ma wytatuowane na czole „Adam Grzesznik” a ona „czytam blog Grzesznika”

  20. Well, I’d say that goes more to the overall immersive quality of the game. The world sucks you in, but the characters almost certainly do not, IMO. But my point was, I think you could make the same criticism – “this could all be resolved to everyone’s satisfaction if you idiots would just sit down for five minutes and talk about it like adults” – about most stories in games, movies, and TV these days.

  21. that reserve requirements are meaningless, because in practice the central banks always retroactively ratify the growth of credit by printing more money or weakening reserve requirements, at least in the modern era. It sounds plausible, but you also say: "treat steve keen, if you ever find him, with extreme caution. He has major blindspot and flaw in this thinking." So is there something wrong with what Keen says here, or is his problem in another area?

  22. Heisann og tusen takk for den koselige kommentaren på bloggen min, alltid så fint å høre om andre som er i samme situasjon som en selv :) De himmelske bildene dine var helt fantastiske!!! Klem fra Anette :)

  23. Our Cabin Rental at Wellnesste Lodge in Taberg, NYWas invited up with friends for a 2 day getaway plus celebrated my husband’s 56th birthday. What a beautiful cabin. Would love to bring back the grandkids. Thank you!

  24. Wow! This can be one particular of the most beneficial blogs We’ve ever arrive across on this subject. Basically Magnificent. I’m also a specialist in this topic so I can understand your effort.

  25. I honestly thought the title “Most Creative Use of a Love Triangle” was made for THE RAVEN BOYS. I mean, it isn’t really present in this first book, but we totally know it’s coming. I also picked THE BOOK THIEF as one of my favourite old-timers. Man, I don’t know what took me so long to read that book!Thanks a bunch for helping host this blogfest, Katy! It was great to get back into blogging more again and to do so with something so fun.

  26. Hi Janie,It breaks my heart to hear about these senseless crimes that happen throughout our cities and countries everyday. The violence spares no one no matter what gender or ethnicity you are. The question I have us what to do about it? How can I be proactive especially as a transgender woman that does not always pass but I still go out because I have to in order to maintain a sense of peace and calm. How can I be sure that I don’t become one of the victims? I would welcome yours or others thoughts on this? I know if we wait for the politicians in Washington to figure it out we will be waiting a long time.

  27. Hola de nuevo,les quería informar que esta bonificación ya no está vigente. Después de investigar por la web, casi todas las páginas hablaban que esta ley había quedado derogada por lo que llamé a la Tesorería y me dijeron que ya no existía tal bonificación.Muchas gracias de todas formas,Elisa

  28. Thanks , I’ve just been looking for info approximately this subject for a long time and yours is the best I have found out till now. But, what in regards to the conclusion? Are you positive in regards to the supply?|What i don’t realize is if truth be told how you’re not actually much more well-favored than you might be right now. You’re very intelligent.

  29. Se varmaan tarkoittaa yksinkertaisesti vain sitä, että kallo ja aivot läpäisevät valoa. Entä sitten, kuodokset ylipäätään läpäisevät valoa. Voisihan sen proben tunkea melkein minne vain samoilla perusteilla.Käpyrauhasen hormonieritystä käsittääkseni valo kontrolloi, mutta käpyrauhanen aktivoituu näköhermon kautta, ei suoraan valosta!!!Odotellaan niitä plasebokontrolloituja puolueettomia tutkimuksia.

One Ping

  1. Pingback:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

Deixe seu comentário